FCA Saúde

Página inicial > Notícias > IST: previna-se!

Notícias

Fique por dentro.

IST: previna-se!

Publicado em 21/02/2020

 

Todo cuidado é pouco quando se trata de saúde. Por isso, se você se preocupa com sua higiene bucal, com sua alimentação e com seu corpo, também deve estar atento aos seus hábitos sexuais. Nesse sentido, as Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) merecem atenção. 

O termo IST passou a ser usado em 2016, por recomendação do Ministério da Saúde, em substituição à expressão Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), porque destaca a possibilidade de uma pessoa ter e transmitir uma infecção, mesmo sem sinais ou sintomas da doença. 

Trinta e cinco milhões de pessoas vivem com HIV/AIDS no mundo e, por dia, um milhão adquirem uma IST. Causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos, as infecções podem matar e a única maneira de evitá-las é se prevenindo.

Transmissão

As maneiras de se contrair uma IST são variadas. É possível ser infectado pelo contato sexual (oral, vaginal, anal) sem o uso de preservativos com uma pessoa infectada; pelo contato com diversos fluidos corporais, como sêmen, líquidos vaginais e até mesmo sangue; 

Algumas infecções podem ser passadas por mães contaminadas aos bebês, durante a gestação, o parto ou a amamentação.

Consequências

O HIV, Hepatite B, Hepatite C, Sífilis, Cancro Mole, HPV, Herpes Vírus, dentre outras, são Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) . Muitas delas podem ser graves levando ao nascimento de bebês prematuros, causando infertilidade, disfunções sexuais, câncer e até mesmo a morte.

Sintomas

Nem sempre as IST apresentam sintomas, por isso, é preciso ficar atento, pois muitas pessoas são infectadas e permanecem como transmissoras sem ao menos saber desta condição.

Quando há sintomas, eles variam de acordo com a infecção, mas podemos citar como principais:

  • úlceras e feridas na região genital;

  • maior corrimento que o normal ou após o ato sexual; 

  • verrugas e caroços na região genital;

  • dores ao urinar, de barriga ou durante as relações sexuais;

  • coceira nos órgãos genitais;

  • febre.

Prevenção

Usar camisinha é a forma mais eficaz de prevenção, por isso, quando ocorrer falta do uso ou rompimento durante a relação sexual, procure orientação da sua Equipe de Saúde o mais rápido possível. Lembre-se que usar preservativo é um ato de responsabilidade.

Tratamento

Cada IST possui um tratamento específico. Para saber o melhor para cada caso procure seu Médico de Referência, não precisa ter vergonha, pois essa é uma situação comum e ele está preparado para lidar com isso. 

 

O tratamento deve ser realizado o quanto antes, por isso siga todas as orientações que a sua Equipe de Saúde te der. Se necessário, você poderá ser encaminhado a um especialista.

FCA Saúde - Administração Geral
Rua da Paisagem, 240/5º andar - Vila da Serra
CEP: 34006-059 - Nova Lima/MG